Buscar
  • À Sua Saúde

Update sobre o COVID-19, Part.9


O novo coronavírus infectou 553.244 pessoas e fez 25.035 vítimas fatais em todo o mundo. A Europa e as Américas estão vendo a grande maioria dos novos casos. Os EUA têm o maior número de infectados mundialmente - mais de 86.000 - desde que ultrapassaram a China e a Itália nessa última quinta-feira. Nova York é o epicentro dos EUA e do mundo – com mais de 39.000 infectados, que representam mais de 7% do total de casos. No total, pelo menos 176 países e territórios estão enfrentando o vírus. Muitos declararam bloqueios em todo o país ou restringiram drasticamente as viagens.


Isso deixou centenas de milhões de pessoas sob restrições sem precedentes: um terço do mundo está agora sob alguma forma de quarentena. A Itália registrou mais de 8.210 mortes e a Espanha mais de 4.360, ambas superando o número de mortos na China (Na China, mais de 3.290 pessoas morreram) Já na China - onde o vírus começou a se espalhar no final de 2019 - foi percebida uma queda acentuada na taxa de novos casos. Nova York testa novos tratamentos: Em 24 de março, a Food and Drug Administration (Similar a Anvisa) anunciou que um processo conhecido como terapia derivada de plasma ou "plasma convalescente" seria expedido como um tratamento potencial para pessoas com COVID-19.


A ideia é que o plasma sanguíneo de pessoas que venceram a infecção contenha anticorpos contra o SARS-CoV-2 - o vírus que causa o COVID-19 - que pode ser eficaz contra ele. Nova York planeja ser o primeiro estado a tratar pacientes gravemente enfermos usando esses anticorpos como outra arma contra a pandemia em curso. O estado também deve iniciar um ensaio clínico para dois medicamentos já usados para outras doenças: a hidroxicloroquina (usada contra a malária) e o antibiótico azitromicina. No Brasil: Subiu para 2.915 o número de casos confirmados de coronavírus (Covid-19) no Brasil, de acordo com as informações repassadas pelos estados ao Ministério da Saúde nesta quinta-feira (26). Até o momento, são 77 mortes, sendo 58 em São Paulo e 9 no Rio de Janeiro.


Amazonas registra uma morte, assim como o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. A região Centro-Oeste entrou na lista de óbitos, com uma morte em Goiás. Ceará e Pernambuco registram 3 mortes cada.

Cardíacos, homens e pessoas acima de 60 anos estão entre os grupos que tiveram mais casos graves e mortes neste mês. O balanço aponta ainda que, nesta tarde, o país tinha 194 pacientes internados em UTIs e outros 205 em enfermarias. A quarentena ainda é a única arma que possuímos no momento. Fique em casa para vencer o vírus! Fonte:BusinessInsider/Globo.com/ElPais/WHO/Gov.com/CNN.



214 visualizações

(21) 2511-1101

©2019 por À Sua Saúde. Orgulhosamente criado com Wix.com