(21) 2511-1101

©2019 por À Sua Saúde. Orgulhosamente criado com Wix.com

Search
  • À Sua Saúde

Recapitulação e Atualização sobre o Covid-19, Part. 8:



O que é um coronavírus?


Os coronavírus são uma família de vírus que causam doenças em animais. Sete, incluindo o novo vírus, deram o salto para os seres humanos, mas a maioria apenas causa sintomas do tipo resfriado.


Dois outros coronavírus - a síndrome respiratória do Oriente Médio (Mers) e a síndrome respiratória aguda grave (Sars) - são muito mais graves, tendo matado mais de 1.500 pessoas entre eles desde 2002.


O novo vírus, oficialmente chamado Covid-19, também é perigoso - até o momento, cerca de 20% dos casos confirmados foram classificados como graves ou críticos. Até o momento, cerca de 15 a 20% dos casos hospitalares foram classificados como "graves" e a taxa de mortalidade atual varia entre 0,7% e 3,4%, dependendo da localização e, crucialmente, do acesso a bons cuidados hospitalares.


Isso é muito menor do que as taxas de fatalidade para Mers (30%) e Sars (10%), mas ainda uma ameaça significativa.



Cientistas na China acreditam que o Covid-19 se transformou em duas cepas, uma mais agressiva que a outra, o que poderia tornar o desenvolvimento de uma vacina mais complicado.


Como o surto começou?


Acredita-se que a fonte do coronavírus seja um "mercado úmido" em Wuhan, que vendeu animais vivos e mortos, incluindo peixes e pássaros.


Esses mercados representam um risco aumentado de vírus saltarem de animais para humanos porque os padrões de higiene são difíceis de manter se animais vivos são mantidos e abatidos no local. Normalmente, eles também são densamente compactados.


A fonte animal do último surto ainda não foi identificada, mas acredita-se que o hospedeiro original seja morcego. Os morcegos não foram vendidos no mercado de Wuhan, mas podem ter infectado galinhas vivas ou outros animais vendidos no local.


Os morcegos são hospedeiros de uma ampla variedade de vírus zoonóticos, incluindo Ebola, HIV e raiva.



O surto poderia aumentar?


É impossível dizer para que lado a doença irá, mas, em sua trajetória atual, é provável que ela se espalhe para mais países, afetando muito mais pessoas.


O número de casos está começando a diminuir na China, mas está subindo no resto do mundo.


Quais são os sintomas?


Os sintomas iniciais incluem febre, tosse seca, cansaço e uma sensação geral de mal-estar.


Existe uma cura?


Não há tratamento específico, embora os médicos estejam testando medicamentos existentes contra vírus como Ebola e HIV.


Os primeiros resultados parecem promissores, mas, até a conclusão de ensaios clínicos completos, os médicos não podem ter certeza de que os medicamentos são eficazes.


O trabalho para desenvolver uma vacina está se acelerando.



Como o coronavírus se espalha?


Como gripes e resfriados, o vírus se espalha através de gotículas quando uma pessoa tosse ou espirra.


As gotículas pousam nas superfícies e são apanhadas nas mãos de outras pessoas e se espalham ainda mais. As pessoas pegam o vírus quando tocam as mãos infectadas na boca, nariz ou olhos.


A coisa mais importante a ser feita para se proteger é manter as mãos limpas lavando-as frequentemente com água e sabão ou com um gel desinfetante. Além de evitar concentração de pessoas.


O quão grave é a doença?



Segundo dados dos primeiros 44.000 casos divulgados pelas autoridades chinesas, 80% dos casos são leves.


Em aproximadamente 14% dos casos, o vírus causa doenças graves, incluindo pneumonia e falta de ar.


Em cerca de cinco por cento dos pacientes, é crítico, levando a insuficiência respiratória, choque séptico e falência de múltiplos órgãos.


Segundo a OMS (organização mundial da saúde), a taxa de mortalidade em Wuhan é de dois a quatro por cento, enquanto no resto da China e no mundo é de cerca de 0,7 por cento.


Não está claro por que a taxa de mortalidade é mais alta em Wuhan, mas pode ser porque os serviços de saúde de lá foram sobrecarregados pelos pacientes.


Os homens são mais propensos a ter uma forma grave da doença, assim como as pessoas com condições subjacentes, como diabetes ou pressão alta.



Quando devo procurar ajuda médica?


Pessoas com dificuldade em respirar devem procurar atendimento médico rapidamente.


Mas não saia! O Ministério da Saúde recomenda que o paciente busque primeiro orientação ligando para o número 136 antes de se deslocar para alguma unidade de emergência.


Prevenção:


O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

• Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.

• Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.

• Evitar contato próximo com pessoas doentes.

• Ficar em casa quando estiver doente.

• Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.

• Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.


Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.


Atualização no mundo (13/3):


O novo coronavírus (Covid-19) está se espalhando rapidamente. Sabe-se que mais de 137.000 pessoas estão infectadas e mais de 4.900 mortes foram registradas.


A maior parte dos casos foram confinados à China, mas o vírus está se espalhando internacionalmente.




Bloqueios e interdições recentes:


Madri ordenou o fechamento de bares e restaurantes da capital espanhola a partir de sábado (14) como medida de controle do surto de coronavírus no país.


A Maratona de Boston, prevista para acontecer em 20 de Abril, foi adiada para Setembro.


Suíça impôs a bares e restaurantes que limitem o número de clientes a 50 pessoas. Além disso impôs controle de fronteiras com a Itália, o fechamento de escolas até o dia 4 de abril e também a proibição de eventos com mais de 100 pessoas.


Argentina anunciou a suspensão das aulas por 15 dias para evitar a dispersão do vírus.


A Islândia também suspendeu todas as aulas e também proibiu a realização de eventos com mais de 100 pessoas.


O Paquistão anunciou o cancelamento das atividades escolares.



Atualização no Brasil (13/3):


No Brasil foi registrado ao menos 151 casos confirmados da doença. O número foi atualizado nesta sexta a partir de balanços divulgados pelas secretarias estaduais de Saúde e pelo Hospital Albert Einstein.


De acordo com diversos meios de comunicação, o primeiro teste do presidente Jair Bolsonaro para o coronavírus deu positivo. O governo ainda não divulgou informações sobre o caso.


Após as suspeitas iniciais de que o Secretário Especial de Comunicação, Fabio Wanjgarten, contraiu a covid-19, Bolsonaro passou a ser monitorado por médicos desde o retorno dos Estados Unidos, na madrugada de quarta-feira. Wajngarten fez parte da comitiva que foi aos Estados Unidos nos últimos dias em visita oficial ao presidente norte-americano, Donald Trump.


O presidente Jair Bolsonaro informou nesta sexta-feira (13), por meio de suas redes sociais, que o exame a que se submeteu para detectar a presença do novo coronavírus deu negativo.



Medidas de governo:


O Ministério da Economia anunciou na quinta cinco medidas para reduzir o impacto da epidemia do novo coronavírus no país.


Segundo a nota do ministério, as primeiras ações são "dedicadas especialmente a parcela da população mais vulnerável à pandemia".


Entre as medidas, está a alternativa de trabalho remoto para os servidores que realizarem viagens internacionais, a trabalho ou por motivos pessoais, e apresentarem sintomas associados à doença. Essa medida deve ser tomada até o 14º dia contado a partir da data de retorno do servidor ao Brasil. Se o trabalho não puder ser realizado remotamente, a orientação é que o servidor não vá ao trabalho e tenha sua frequência abonada.


Acompanhe o blog e nossa página no insta para mais informações.


Fique calmo/calma e se previna!




Fonte:Globo/Telegraph.Uk/BBC/TheNYTimes/TheGuardian.

268 views