Buscar
  • À Sua Saúde

O que acontece depois que você para de fumar?


O tabagismo é uma das principais causas de morte evitável no mundo, mas parar de fumar pode ser assustador.


Muitos temem que demore muito para ver melhorias na saúde e no bem-estar, mas o cronograma dos benefícios reais é mais rápido do que a maioria das pessoas imagina.


As vantagens para a saúde começam cerca de uma hora após o último cigarro e continuam a melhorar.


Fatos rápidos sobre como parar de fumar:


- Parar de fumar significa quebrar o ciclo do vício e essencialmente religar o cérebro para interromper o desejo de nicotina.


- Para ter sucesso, os fumantes que desejam parar precisam ter um plano para vencer as vontades e os gatilhos.


- Os benefícios começam em até 1 hora após o último cigarro.


- Quanto mais cedo o fumante parar, mais rápido ele reduzirá o risco de câncer, doenças cardíacas e pulmonares e outras condições relacionadas ao fumo.


Linha do tempo:


Os benefícios são quase instantâneos. Assim que uma pessoa para de fumar, seu corpo começa a se recuperar das seguintes maneiras:


Depois de 1 hora:


Em apenas 20 minutos após o último cigarro ser fumado, a frequência cardíaca cai e volta ao normal. A pressão arterial começa a cair e a circulação pode começar a melhorar.



Depois de 12 horas:


Os cigarros contêm muitas toxinas conhecidas, incluindo monóxido de carbono, um gás presente na fumaça do cigarro.


Esse gás pode ser prejudicial ou fatal em altas doses e impede que o oxigênio entre nos pulmões e no sangue. Quando inalado em grandes doses em um curto período de tempo, pode ocorrer asfixia por falta de oxigênio.


Depois de apenas 12 horas sem fumar, o corpo se limpa do excesso de monóxido de carbono dos cigarros. O nível de monóxido de carbono retorna ao normal, aumentando os níveis de oxigênio do corpo.


Depois de 1 dia:


Apenas 1 dia após parar de fumar, o risco de ataque cardíaco começa a diminuir.


Fumar aumenta o risco de desenvolver doenças cardíacas coronárias ao reduzir o colesterol bom, o que torna mais difícil fazer exercícios saudáveis para o coração.


Fumar também aumenta a pressão arterial e aumenta a formação de coágulos sanguíneos, aumentando o risco de acidente vascular cerebral.


Em apenas 1 dia após o último cigarro, a pressão arterial de uma pessoa começa a cair, diminuindo o risco de doenças cardíacas por pressão alta induzida pelo fumo.


Nesse curto espaço de tempo, os níveis de oxigênio de uma pessoa terão aumentado, tornando a atividade física e os exercícios mais fáceis de fazer, promovendo hábitos saudáveis para o coração.


Após 2 dias:


Fumar danifica as terminações nervosas responsáveis pelos sentidos do olfato e paladar.


Em apenas 2 dias após largar o tabaco, a pessoa pode notar um aumento do olfato e sabores mais vivos à medida que esses nervos se curam.


Depois de 3 dias:


3 dias após deixar o vício, os níveis de nicotina no corpo de uma pessoa estão esgotados.


Embora seja mais saudável não ter nicotina no corpo, essa depleção inicial pode causar a abstinência da nicotina.


Cerca de 3 dias após parar de fumar, a maioria das pessoas sentirá mau humor e irritabilidade, fortes dores de cabeça e ânsias enquanto o corpo se reajusta.


Após 1 mês:


Em apenas 1 mês, a função pulmonar de uma pessoa começa a melhorar.


À medida que os pulmões se curam e a capacidade pulmonar melhora, os ex-fumantes podem notar menos tosse e falta de ar.


A resistência atlética aumenta e os ex-fumantes podem notar uma capacidade renovada para atividades cardiovasculares, como correr e pular.


Depois de 1-3 meses:


Nos próximos meses após parar de fumar, a circulação continua a melhorar.


Depois de 9 meses:


Os pulmões se curaram significativamente.


As delicadas estruturas semelhantes a cabelos dentro dos pulmões, conhecidas como cílios, se recuperaram do pedágio que a fumaça do cigarro exerceu sobre eles.


Essas estruturas ajudam a empurrar o muco para fora dos pulmões e ajudam a combater infecções.


Por volta dessa época, muitos ex-fumantes notam uma diminuição na frequência de infecções pulmonares porque os cílios curados podem realizar seu trabalho com mais facilidade.


Depois de 1 ano:


O risco de uma pessoa ter doença coronariana diminui pela metade. Esse risco continuará caindo além da marca de 1 ano.


Depois de 5 anos:


Os cigarros contêm muitas toxinas conhecidas que causam o estreitamento das artérias e dos vasos sanguíneos.


Essas mesmas toxinas também aumentam a probabilidade de desenvolvimento de coágulos sanguíneos.


Depois de 5 anos sem fumar, o corpo se curou o suficiente para que as artérias e os vasos sanguíneos comecem a se dilatar novamente.


Esse alargamento significa que o sangue tem menos probabilidade de coagular, reduzindo o risco de derrame.


O risco de acidente vascular cerebral continuará a diminuir nos próximos 10 anos, à medida que o corpo se recupera mais e mais.


Depois de 10 anos:


Após 10 anos, as chances de uma pessoa desenvolver câncer de pulmão e morrer por causa disso são praticamente reduzidas pela metade em comparação com alguém que continua fumando.


A probabilidade de desenvolver câncer de boca, garganta ou pâncreas também é significativamente reduzida.


Depois de 15 anos:


Após 15 anos sem o tabagismo, a probabilidade de desenvolver doença coronariana é equivalente à de um não fumante.


Da mesma forma, o risco de desenvolver câncer pancreático foi reduzido ao mesmo nível de um não fumante.


Depois de 20 anos:


Depois de 20 anos, o risco de morte por causas relacionadas ao fumo, incluindo doenças pulmonares e câncer, cai para o nível de uma pessoa que nunca fumou na vida.


Conclusão:


Fumar é um hábito prejudicial que pode levar a complicações graves de saúde e até a morte.


Quando uma pessoa para de fumar, o corpo começa a se curar naturalmente e a recuperar a vitalidade de um não fumante com o tempo.


Alguns efeitos, como a redução da pressão arterial, são observados quase imediatamente.


Outros efeitos, como risco de desenvolver câncer de pulmão, doenças cardíacas e pulmonares, levam alguns anos para cair aos níveis de um não fumante.


Porém, a cada dia, mês e ano sem fumar, os riscos diminuem, melhorando a saúde geral, fazendo com que largar o vício seja uma excelente escolha para quem começou o hábito.



Fonte:MedicalNewsToday.


139 visualizações

(21) 2511-1101

©2019 por À Sua Saúde. Orgulhosamente criado com Wix.com